prato_do_dia
(Silêncio) by Pitty
20/04/2011, 12:00 am
Filed under: Blog
Dias de silêncio. Tô a fim de ficar sem falar esses dias; parte por recomendação médica, parte pela experiência mesmo. Estava pensando nisso faz um tempo, e aí a sinusite atacou, eu trabalhando feito louca- fiquei rouca. Juntou tudo, e é a hora.

Já percebi nesses dois dias o quanto é difícil para alguém como eu ficar calada. É da minha natureza pensar demais e ter sempre opinião sobre alguma coisa, ter sempre algo a dizer. Aí é que mora o exercício. Não emitir opinião sobre nada, não interagir verbalmente com ideias propostas, deixar os diálogos ao meu redor acontecerem sem interferências minhas. Bem difícil.

Estou olhando pelo lado catártico: às vezes encho o saco de mim mesma justamente por essa característica de ter sempre “aquela velha opinião formada sobre tudo”; e esses dias de silêncio me ensinarão como quebrar esse paradigma, e como não obedecer aos meus impulsos verbais. Espero descobrir alguma coisa nova.

Fato é; não falarei, e já senti que precisarei escrever mais do que o normal. Natural que seja assim. De alguma forma preciso dar vazão aos pensamentos, senão enlouqueço. Precisam sair de algum jeito, não dá para mantê-los todos aqui dentro porque eles são muitos e não cabem nesse cérebro minúsculo. Se os deixo aqui, ficam apertados, espremidos, sufocados e confusos. Embolam-se uns nos outros. Atropelam-se. E começam a guerrear entre si por pura falta de espaço.

Existe um agravante nesse exercício. Pra curar de vez essa sinusite vou mergulhar em antibióticos e ficar sem beber, sem festa, sem balada por quinze dias. E tem muita coisa legal pra acontecer por esses dias. Show de amigos. Festas legais. Dá agonia só de pensar que tem um monte de coisa acontecendo lá fora, e eu não. Inúmeras vezes saio e não bebo simplesmente por não estar a fim. A coisa do “não pode” é que me fode. Aí é que eu quero. E acho mais divertido e possível encarar esse mundo patético, nonsense e estaparfúrdio desse jeito. Preciso desse escapismo de vez em quando pra conseguir sobreviver sem me tornar uma megera deprimida e insuportável. Para aguentar essa pantomima chamada humanidade, só estando umas três doses à frente dela.

Porquê não sei ao certo, mas é assim. Talvez seja por conta de abrir os jornais todos os dias e se deparar com notícias impensáveis, de violência, ignorância; ou simplesmente para tentar por alguns instantes se desvencilhar da sensação de tédio e marasmo que permeia uma vida, digamos, correta. Acordar. Cumprir suas obrigações. Dar bom dia às pessoas. Tentar fazer algum dinheiro, pagar as contas. Chegar de noite sabendo que mais um dia na sua vida se passou, e você simplesmente… cumpriu. Todo dia. Todo dia.

Desesperador.

Por isso as eventuais fugas dessa rotina, por isso a necessidade de, em certos momentos simplesmente dar risada de algo bem idiota com os amigos, chorar, dançar feito criança aprendendo a ficar em pé, esquecer por alguns instantes todo o peso do mundo e quem você acha e finge que deve ser, e as cobranças. Por isso, de vez em quando, perder o controle. Já descobri: se não me permito enlouquecer de vez em quando, fico louca de verdade. Não saberia viver somente da parte regrada da vida, é o desequilíbrio que enfim me equilibra.

Existem todas as questões que acompanham este estilo de vida que escolhi. O padrão aceitável como “bom” parece ser o de se pensar a longo prazo; para se ter uma vida longa e saudável é necessário que ela seja contida, calma, sem grandes excessos. A matemática parece ser esta: quanto mais intensidade, mais brevidade. Tenho preferido o rápido e intenso ao longo e chato. Imediatismo, eu sei. Não posso evitar. De que me adianta viver cem anos me privando de tudo que considero prazeroso? Cem anos de tédio, de calmaria? Deus me livre. Portanto, o equilíbrio. Não quero os cem; quero os que tiverem que vir desde que eu não precise abrir mão dos meus pequenos prazeres. Mas também não quero gastar tudo de uma vez a ponto de não brincar nem metade da brincadeira.

Então meu jogo tem sido transitar entre o que eu preciso e o que eu gosto, entre as responsabilidades e as noites em claro, entre os exercícios físicos e o bar. Librianamente descobrindo e experimentando esses limites.

É de nós, é do ser humano. Somos compulsivos e precisamos de válvulas de escape. Pra uns é a comida, o consumismo, o sexo ou as drogas. Para outros é a religião, o vício na endorfina proveniente dos esportes, o fanatismo. Qualquer coisa que nos alivie e nos traga essa (falsa?) ilusão de conforto. Todas essas coisas são formas de escapismo e podem ser boas e ruins.
Só depende do jeito e da dose.

72 Gorjetas so far
Deixe uma gorjeta

Tenho certeza que adorarei o seu futuro post.Beijos galinha!

Comment by Mike

Dá pra ver como as conexões são intensas. Pitty, você acabou de roubar um estado meu, somente meu. Como pode? “É coisa do ser humano”. Vamos desequilibrar tudo isso?! Boa proposta.

Comment by Dai Lameira

Impressionante como tuas palavras esclarecem pensamentos meus. Escreva um livro, por favor ? E obrigada por fazer eu me conhecer mais atráves de ti 😀

Comment by priscilla

Lembrei-me de um depoimento dado da mãe de um amigo que faleceu aos 16 anos. “Viveu pouco, mas viveu intensamente, gente com 50 anos não fez o que ele fazia”
Beba, faça sexo, fique louca, curta a sua vida, ela é só uma e é curta 🙂

Comment by Cinthia

Esse foi o melhor post seu esse ano, assino embaixo de tudo!
“Para aguentar essa pantomima chamada humanidade, só estando umas três doses à frente dela.” Essa foi otima!

Comment by thiago

Podia aproveitar esse momento com sigo mesma, em silêncio onde á escrita vai reinar e escrever um livro. Cada coisa que você diz tem um significado especial para cada fã, inclusive pra mim. Nunca perca sua impulsividade, seu caráter e seus princípios e que você melhore rápido para continuar a curtir a vida por todos nós.

Comment by Dessa

Eu ainda surpreendo-me como suas palavras traduzem muitas vezes os meus pensamentos.Nós,seres humanos,tão distintos e parecidos em certos aspectos…
Priscilla,você não é meu exemplo,mas muitas vezes é a minha lição.
“é o desequilíbrio que enfim me equilibra.” Eu adorei este paradoxo real.

Ps.: melhoras em relação a sua saúde,para que você possa continuar cantando e encantando.
(Isso foi muito brega?)rs

Comment by Amanda

Siga sempre abrindo e fechando essas portas do senso e da lojica meia irracional de ser.O irracional pra todo mundo é o que faz amediocridade do mundo estar sem doses ,portanto sempre pra tras do nosso raciocinio.
Melhoras e sucesso!

Comment by Lucio Henrique

È a mais pura verdade, almas inquietas…, so desequilibando para equilibrar!

Comment by kika

como dizem,ate remedio é veneno ,depende so da quantidade…
mas de fato,ficar calada é o melhor de tudo…tu fala menos merda,perde menos amigos, e fica com menos peso na consciencia 😉
mas nao se contenha apenas por isso…mto melhor ter sua opiniao e por em pratica, do que apenas ficar calado e “aceitar” o mundo do jeito ke é…

Comment by karina

Ás vezes, quase sempre, praticamente todos os dias, penso nisso…Vivo procurando melhorar o que sou, mas sei que sempre fui assim, hoje sou adulta,mas muito das minhas revoltas da adolescência continuam, e creio que pior, pois antes no fundo ainda me restavam esperanças, hoje não as – tenho,mas sou contida o que antes não era.Olho para o ser humano e vejo muita desgraça e tenho muita dó, as pessoas não tentam o minímo, se conformam e jogam nao mãos de Deus, e se ele existe mesmo, nossa!!! deve estar sobrecarregado e pensando: Pq. essas pessoas não fazem o que é certo?pelo menos o básico???Todos os dias eu faço força para não ser chata, pq se vc fala tudo o que pensa mesmo quando não te perguntam, vc vira a chata, até quando vc está certa. Eu odeio a hipocrisia da sociedade, eu odeio acordar todo dia e ter uma lista de obrigações para fazer e nesta lista não ter nada que me dê prazer, eu odeio não poder mais escrever como antes pq ja não tenho privacidade.
Hoje o dia está lindo, o sol

Comment by marcia

Há alguns dias descobri os escritos
da Pitty, e li todos que estão postados. Tenho gostado da linha de pensamento e do espírito crítico que geram em mim….. vou andar sempre por aqui.

Comment by Ana Clara Andrade Adry

Estou em uma fase meio complicada, não estou me sentindo tão bem comigo mesma… Então, esses posts estão me ajudando muito! Até mais que conversas e conselhos de pessoas próximas. Sem falar nas músicas, né?! Impossível ser mais foda que Pitty ♥

Comment by Libânia

ótimo esse post, nos faz pensar sobre a nossa vida, nossas atitudes e sobre a nossa necessidade de escapar, relaxar um pouco na vida, é vdd que uns vivem muito e não fazem nada e outros vivem pouco mais vivem do jeito que querem …

Comment by Leticia

A emoção sempre toma conta de mim ao ler os posts… Fico com nó na garganta nesse misto de surpresa e entendimento nos seus escritos.

Comment by Mardem Oliveira

bah sinusite é brabo, eu convivo com isso desde que nasci…melhoras pra ti…adorei o post…bjs

Comment by pittiantunes

E essa sua postagem foi minha válvula de escape de hoje. Assim como escrever pra você é uma forma de soltar esses devaneios, demônios… ler o que você diz parece me acalmar, até 10 minutos após o ponto final.
obrigado por existir.

Comment by Igor Marcelino

melhoras,fico toda feliz quando sai um post, pq pra mim as coisas que ela escreve é como uma terapia,agradeço a ela jah me ajudou bastante,bjs

Comment by indira

é incrível o modo como vc representa mesmo sem querer tanta gente! é como se eu tivesse escrito esse post! bjks Pitty continue sempre ‘desequilibrada’ ♥

Comment by taís

bom pra nós você escrever mais, já que não podemos partilhar da sua opinião sobre tudo pelo simples fato de não convivermos… mas nem vou falar demais pq não tô bem, a noite de escape com amigos terminou, e as responsabilidades voltam pra mais um dia chato…

Comment by Zildriely

Melhoras Pitty. E que esse periodo, seja bom pra você.
Amo-te

Comment by ana julia

Cade o “curtir”??? Soh faltou isso… Melhoras Pitty!

Comment by Dayanne

Sinceras melhoras 🙂
E escreva! Textos, músicas!

Comment by Marina

O silêncio da fala às vzs se faz necessário. Mas o silêncio do corpo, afoga qualquer um que não o queira.Melhoras \o/

Comment by Thamy

realmente, tudo é questão da dose e de como é dado esse vício. Parabéns mais uma vez pelas palavras certas e força com os cuidados médicos. Não queremos ver a nossa lady mal. <3

Comment by valeria marques

Apenas calado

Comment by Anônimo

Porra, vc me faz chorar…
obrigada!

Comment by carolina

Ouvi Muse pela 1a vez no filme “Seven Pounds”:, era “Feeling Good”, adorei!. Depois veio a saga “Twilight” …aí caramba, fiquei hipnotizada pela história de Bella e Edward Cullen , Muse ganhou + pontos por Supermassive Black Hole Showbiz é um desabafo, tal qual o seu texto ( Silêncio) ..inclusive vc regravou e ficou super bacana .Moral de td isso q comentei; ontem pode ter sido o dia do “controlling my feelings…” , hoje do “Feeling good” .. MAS TD PASSA. Há dias em que se quer voar de asa delta, outros, pular a 6 mil pés, sem pára-quedas… O mundo tá um caos, verdade, isso acaba refletindo em perspectivas que acreditamos. Sempre que tento acompanhar notícias do Brasil e do mundo, p/ ñ dá ouvidos só a razão , ouço Imagine ( Lennon), senão os neurônios declaram guerra e se matam..[riso]. Saúde.

Comment by josefa

uma pessoa com uma cabeça como a sua nunca pode ficar em silêncio,pois com os seus textos de uma forma ou outra vc ta ajundando muitos a ter coragem de falar o que pensa o que quer mas as vezes o silêncio e maior ai vc passa abatido é por isso que eu te acho fooooodaaaa!!!!!!!

Comment by @ednaldocoio

Pitty, voce é foda!

Comment by Larissa Weiss

Porra, adorei o silêncio!
Já pensei por inúmeras vezes praticar esse mesmo ato, mas não por necessidade (como está sendo seu caso), mas por experiência. Ficar calada, somente prestando atenção no ambiente, ao redor, as pessoas falando asneiras e eu só matutando… Comentaram comigo sobre um Mosteiro, que o objetivo é que ninguém fale, só preste atenção. Pretendo ainda participar de um retiro, pois no meu cotidiano isso não há possibilidades de ocorrer, por um simples motivo: trabalho com telemarkting ¬¬’.
Te admiro pra caralho Pitty!

Comment by Andriellen

é difícil viver nessa sociedade monótona,tendo que obedecer uma lista de regras estúpidas que tomam todo o seu tempo e acabam com a sua diversão. mais foda ainda é quando as pessoas te julgam errado, só por que nem sempre você segue todas essas regras, só por que você é diferente de toda a sociedade, só por que você tem seu estilo próprio de viver e não fica por ai vivendo como sombra de outra pessoa. me identifiquei muito com essa frase: “se não me permito enlouquecer de vez em quando, fico louca de verdade. Não saberia viver somente da parte regrada da vida, é o desequilíbrio que enfim me equilibra.” amei o “(Silêncio)”. Pitty você é muito foooda ! que você melhore rápido !♥

Comment by Anônimo

é difícil viver nessa sociedade monótona, tendo que obedecer uma lista de regras que na maioria das vezes são estúpidas, que tomam todo o seu tempo e acabam com a sua diversão. mais foda ainda é quando as pessoas te julgam errado só por que nem sempre você segue todas essas regras, só por que você é diferente de toda sociedade, só por que você tem seu estilo próprio de viver e não fica por ai vivendo como sombra de outra pessoa. me identifiquei muito com essa frase : “se não me permito enlouquecer de vez em quando, fico louca de verdade. Não saberia viver somente da parte regrada da vida, é o desequilíbrio que enfim me equilibra.”. amei esse post. Pitty você é muito foooda ! tô torcendo pra você melhora rapidinho ! ♥

Comment by Julia Sanches

PS : primeiro comentário saiu sem nome .

Comment by Julia Sanches

é verdade, precisamos escapar… é inevitavel… achar aquele “canto” e se entocar lá e “enlouquecer” em paz! muito bom 😉

Comment by @Joaowv

Bom pensamento, eu trabalho e as vezes não tenho dinheiro nem pra ir a um show seu, achei caro 80 reais na pista… mas os custo pra vcs devem ser altos também. Sei lá, “ta osso”. Amo sua música tenho todos os cds e dvds(Originais claro). Desejo-lhe toda sorte do mundo.

Ass: Ana Paula de Lima.

Comment by Paula Frida

cara eu amo você… eu sou seu fã num 1, e tem mais um dia ainda vou te ver…. seus pensamentos são iguais aos meus, sua musicas são as melhores…eu tomo banho ouvindo suas musicas no meu cel (rsrsrsrs)… mais melhorass sempre pra vc;;pq sem vc eu sei q nao vai dar, eu acho vc fodaa pq eu espero pra mim perceber uhaushauhsuahs eu sei q vc sabe…te amoo S2

Comment by lucasbrittes

Idas e vindas como as da formiga, curtindo a brisa em busca da satisfação.

Comment by Problema

De vez em quando me pego pensando basicamente nisso, só não cheguei a uma conclusão ainda… Mas seu modo de pensar descrito aqui é uma visão bem interessante. Desejo melhoras, bjao!!

Comment by Elias M.S.

caramba tava precisando ler isso loko

Comment by Anônimo

Percebo que o mais dificil -e vital- é essa ‘necessidade’ do que achamos bom e o que é ‘necessario’.

Eii.. Escreve um livrooo… RAPIDOOOOO

Comment by Álefe

A mulher a cada dia mais sábia nas palavras… inspiração é mato aqui.
só mais 3 dias!

Comment by Cissa

Pitoca, nega, lá vai conselho da sua titia de quase 41, a vida é assim e ainda q

Comment by Angelita Sukita

Pitoca, nega, lá vai conselho da sua titia de quase 41, a vida é assim e ainda q

Comment by Angelita Sukita

Caramba! ><' ... Cada vez aprendo mais com essa Pitty, viu... *-* ... Tudo verdade o que está escrito nesse texto, nós seres humanos somos seres muito complicados, dá até medo... Kkkkkkkkkk'.. xD

Comment by Ellen Soares

Um comentário a fazer: Somos seres completamente hedonistas!

Comment by Beatriz Chaves

Pitty se tornou uma grande escritora,so resta lançar um livro esse seu tom de ironia e sarcasmo encanta,mas o principal é a verdade q existe em vc q encanta cada um..Palavras ñ são apenas e a cada post vc mostra isso…axu q vc ja descobriu q ñ é a unik inconformada no mundo e por isso transmite sua mensagem,existe pessoas q se identificam com o seu modo de pensar e existem tbm pessoas q precisam ouvir as suas palavras e ter um olhar diferente sobre o mundo..
vlw por mais um post..

Comment by Denise Sousa

Simplesmente magnífica, unica, apaixonante!

Comment by Luana B. Silva

um dia antes de vc postar esse texto falei exatamente isso com minha amiga…. esse desequilíbrio não só me equilibra como de define!

Comment by Dan

Também vou descobrindo librianamente, e pretendo não deixar a minha vida virar um marasmo, mesmo que para isso tenha que abdicar de um pedaço dela.

Comment by Samira

Você é uma das maiores escritoras, você convida a quem começa a ler, a querer saber até o fim, impondo a realidade que todos nós vivemos, com direitos e deveres, ficarem menos chatas…

Comment by Leticia

amei

Comment by Mayana

Adoro a forma com a qual vc escreve! É uma escrita recheada de características e sentimentos diversos: Tem densidade, leveza, profundidade, sinceridade… Corpo e alma. É.
Estou sempre por aqui, me deliciando com suas postagens!! Te admiro muito!! Bjss

Comment by Bruna

Pitty, adoro ler seus textos. Como vc também preciso de um pouco de calmaria e um pouco de caos para ser equilibrada. Admiro sua maneira de pensar e a clareza com que coloca esse turbilhão de idéias pra fora. É sempre bom passar por aqui e ler o que´vc escreve….. Te admiro muito e AMO suas músicas.

Comment by Gabriela

Estas formas de “escapismo”, me lembrou do termo ‘Soma’ de ‘Admirável Mundo Novo’.

Comment by Rafael Martins

amei o texto concordo plenamente as vezes é preciso enlouquecer para achar a razão

Comment by kelly

Você me enlouquece !

Comment by loraC

Pitty adoro ler suas coisas mas so hoje resolvi escrever, assim como vc,tb sou baiana, mas moro em SC, aqui no sul em toda festa, todo barzinho a beira mar, todas as bandas, baladas, carros, fones de ouvidos… onde for rola Pitty!!!!! Q blz ne? Aqui existe prconceitos e mais preconceitos, vivo ouvindo piadinha de bainano,é foda, é um saco, eu tento nao ligar mas as vezes meu incosciente vive tentando provar a todo momento q baiano nao e preguiçoso e ba ba ba, enfim, o q importa mesmo é q vc ta aqui comigo de certa forma e eu tenho orgulho de ser baiana e orgulho de vc. bjao.

Comment by Cláudia Amaralina

puta que o pariu me achei total nesse texto. voce `e leonina,isso sim…IGUAL EU! pena eu ainda nao ter me libertado de todos os paradigmas MUNDANO, como vc parece estar liberta,, mas estou na busca! adoraria por mais impossivel que pareca ser, trocar uma ideia contigo pessoalmente. As vezes nesse mundo virtual, de chatas redes sociAIS,…,fico mais na busca de uns textos, tentando fazer os meus ,fazendo as juncoes das palavras,brincando com as mesmas, mas enfm mediante muita informacao, acabo silenciando o Brancon Boyd que grita lindamente aos meus ouvidos e vou ao encontro de suas palavras e devaneios,… eu gosto,muito,idetificacao total! .grande abraco! tudo de bom! que sua busca pela liberdade, deveras traga cada dia mais energia positiva e esperanca! Nao sou dessas ideias de amar ao que nao se conhece,apenas pelo mundo de aparencias,…[fanatismo] mas vc me desperta a vontade de tomar umas ou ao menos um cafe e outras coisas deliciosas e necessárias[rs], trocando assuntos quai

Comment by Janinha Mendes

quaisquer que sejam, mas enfim, quem dera pudesse ter tomado uma ou trocado uns bons leros e algo mais com pessoas que ao meu ponto de vista [humilde] acrescentam de mais a todos, tentando dispertar a nossa evolucao ou ao menos libertacao e sairmos dessa falta de energia moral, intelectual e as vezes ate espiritual.. .punk, rs! [Jones, Jared Leto, Raul Seixas, Brandon Boys[que `e meu poeta], …] Todos esses que tb mesmo parecendo contraditorio tentam tirar a alienacao de toda essa galera que vive de acordo com o mundo virtual ou uma caixinha traicoeira e capitalista apenas [TV] .. enfim.. grande abraco, quem sabem ate algum dia, numa dessas loucuras ou devaneios da vida possamos nos esbarrar! boas energias!

Comment by Janinha Mendes

foi mal, erros ortograficos, acho o portugues [Brsil] lindo, para estrga lo, mas eu noot ta punk, foda, to sem acento. E escrevi rapidamente, apenas coma ideia fresca ao ler seu texto.E ter rolado tanta identificacao [como sempre]. [“quem sabe ate algum dia“ [melhor assim,rs]] …Vamos la, ver de qual`e desse sabadao! bjao!

Comment by Anônimo

foi mal, erros ortograficos, acho o portugues [Brsil] lindo, para estrga lo, mas eu noot ta punk, foda, to sem acento. E escrevi rapidamente, apenas coma ideia fresca ao ler seu texto.E ter rolado tanta identificacao [como sempre]. [“quem sabe ate algum dia“ [melhor assim,rs]] …Vamos la, ver de qual`e desse sabadao! bjao! [tem que ter identificacao,poxa, rs…nao sou famosa, mas tenho nome,uai, rs! ah e dizem que sou parecida com vc,em [aparencia]… no comeco eu nao concordava,mas as vezes acho que rola mesmo de encontrar muita coisa em comum na aparencia [nao estilo, no rosto mesmo,jou, rs! ]

Comment by Janinha Mendes

Concordo com tudo em número, grau e gênero!

Comment by Aline Tavares

me senti melhor depois de ler isso

Comment by Edigene Santos

O tempo passa e eu sempre aqui, me identificando nas suas palavras e ela arrancando lágrimas de mim.

Comment by Karine

agora diz aí: “nós nao fomos feitos para o silêncio”

Comment by karine

Muito otimo Pitty *________*

Comment by lukas penha

É Pitty, só morrerei feliz quando ter em minhas maos um livro de sua autoria ;’)

Comment by Mary

Sei lá, quando entro em crise existencial (tenho 32 anos, pode?) escuto “Infinita Haiwai” dos Engenheiros do Haiwai, ou então ” A Pampa pobre” porque tenho um filho para criar.

Comment by Anne Sygrid

Santas palavras..amo tudo o que vc escreve.

Comment by Luana

Oh !!! Cristo mio…essa escritora da Saga Twilight é uma “bruxa” malvada…
Há algo envolvente nesses livros da saga, eu li todos – será um feitiço??…rsrsrs…- quem sabe seja o tom subjetivo das palavras; a impressão é que lemos um diário cheio de sensações pessoais, que nós mortais nos identificamos.
Mrs. Stephanie Meyer me fez acreditar que a história de Bella Swan e Edward Cullen é possível…rsrs… “ …consegue entreter a razão.
Me fez travar um monólogo mental do porquê essa fascinação, por essa história ?..
Condenados sejam, Stephanie Meyer e todos os escritores “bruxos”, e já que estou falando de fogo, incluam a cantora Adele que, “ Set fire to the rain” em meus ouvidos .
** obviamente estou sendo irônica c/ essa brincadeira de condenação , bruxos , etc. .Que reste gente bacana, fazendo música, livros, filmes ..fazendo arte e nos salvando da realidade **
Válvulas de escape Ladies e Gentlemen…
MARÇO/12

Comment by Josefa

Se o trabalho fosse meu, eu pudesse escolher ou, no mínimo, dar uma sugestão, certamente a mensagem dessa postagem seria a central de um novo álbum e SILÊNCIO seria exatamente o seu título, instrumentalizado com todo seu peso e emudecido com todo seu drama.

Comment by Dowglasz




Deixe uma resposta