prato_do_dia
Je ne sais pas by Pitty
26/05/2010, 12:00 am
Filed under: Blog
O incoerente me cobra coerência todo o tempo. Tudo precisa fazer sentido. Mas hoje não. Hoje nada faz sentido. Muito menos isto aqui. Coerente, mente. Olho em volta, vejo tudo, quero nada. Levanto, mecanicamente, engulo um alimento, não sei o gosto. Acordo, executo, cumpro, durmo, busco, busco, busco. Busco. Canso.

Enfastio-me de mim, me puno, não me quero. Me amo. Me vejo por ângulos secretos. E gosto. Desconfio, não divido, tenho medo, bicho assustado. Parto pra cima, arranho até sangrar, bato com força só pra ver sua cara perplexa, bicho selvagem. Fico acuada num canto, desnuda. Vazia.  E busco.

Os lábios se movem e eles falam, eu não entendo. Os braços se abrem e eu corro, eu não entendo.   Tudo previsível e marcado, e eu aflita. Pálida por fora, gritando por dentro tão alto que ecoa e reverbera e se mistura com as mil vozes dizendo “certo- errado”, “especial- corriqueira”, “possível- não”. E me confundo. E te confundo.

 Je ne sais pas, das verstehe ich nicht, I dont fucking know, no entiendo, aku tidak mengerti, eu não entendo, em todas as línguas.



Lado Z by Pitty
18/05/2010, 12:00 am
Filed under: Blog

A gente aqui tem essa mania, ou hábito, ou vício – chame como queira. A gente gosta de fazer jam session. Entramos no estúdio, apertamos o REC e saímos tocando, sem combinar nada. Alguém puxa um riff e os outros vão se encaixando. Isso às vezes dura horas. O que vocês vão escutar nessas faixas é exatamente uma dessas sessões, editada, obviamente. Tinham muitas, e particularmente escolhemos essas porque nelas está a gênese de algumas músicas que vieram a ser do Chiaroscuro. Durante a jam é possível perceber exatamente a hora em que surgiu o riff de Pra Onde Ir, a melodia de Rato na Roda e otras cositas más. Quem conhece as músicas depois de finalizadas, vai reconhecer os pedaços. Foi assim que essas músicas nasceram: os meninos tocando e experimentando e eu inventando uns improvisos vocais numa mistura de inglês, aramaico e NONINOM e ÔOOO. É curioso ver como no começo rolam desencontros, e de repente as coisas vão tomando forma sem a gente precisar falar; do meio da jam pro final a gente já sabe quando o outro vai mudar de nota, aumentar a intensidade ou suavizar. Depois de ficarmos horas nesse exercício, parávamos pra escutar e escolhíamos as partes mais legais para montar uma canção. E aí eu me virava pra fazer a letra. Um processo inverso do que sempre usei pra compor, mas que rendeu bons frutos. Ao escutar, leve em consideração que isso é um ENSAIO, gravado ao vivo, os quatro ao mesmo tempo, sem produção, sem nada. É a parte da criação. Espero que se divirtam com esse pequeno momento particular, que agora compartilhamos com vocês.

Para ouvir a jam session, é só clicar em Street Team na home do site, e apertar o play em Lado Z  na parte de baixo da página. Se não quiser fazer LOGIN, apenas clique em ENTRAR. Ou copie e cole esse endereço no seu navegador>   http://www.pitty.com.br/#page=street